segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Senso universalista


William Nascimento
          Você já teve a sensação íntima de conciliação e conformidade pura com todos os seres do Universo? Neste estado de consciência  ocorre uma identificação com a comunidade Universal, também chamado de cidadania do Universo, cosmopolitismo, mente aberta ou senso eclético.
            É difícil encontrar pessoas com este senso universalista, devido aos condicionamentos psicológicos, sociais e familiares. O patriotismo, sectarismo, elitismo, partidarismo, religiosismo, são posturas antiuniversalistas porque separam e dividem o homem, criando inúmeros problemas sociais.
            O cidadão ou cidadã com senso Universalista se posiciona contra as ditaduras, guerras, fome, consumismo, drogas, poluição, pobreza etc. Defende os direitos humanos, a preservação e recuperação da natureza e suas espécies ameaçadas, visa o poliglotismo, a assistência social cosmopolita sem distinção de grupo social, racial ou etário, preza pela saúde, educação, segurança, lazer, bem estar e longevidade dos bilhões de habitantes deste planeta.         
            Uma das formas de adquirir o senso Universalista é desenvolver a auto-crítica, e analisar as próprias tendências, comportamentos e atitudes, antiuniversalistas no dia-dia. Se inteirar das  opiniões enunciadas em círculos sociais diferentes do seu, conviver num clima de harmonia mesmo com as pessoas que discordam de suas idéias. Ler bastante, falar e pensar em outros idiomas além do idioma nativo, viajar para fora do próprio país também ajuda a eliminar os preconceitos.
            Todas estas atitudes vão ampliar nosso nível de maturidade, aprofundar nosso nível de acuidade e percepção, e conseqüentemente o sentimento de amor cósmico, ou o desenvolvimento da megafraternidade.
            Vale considerar pela ótica da ciência Conscienciologia, que o senso Universalista, abrange também outras realidades ou dimensões além da matéria. Estamos neste momento na dimensão intrafísica, mas existe também a dimensão extrafísica, a qual nos manifestamos com     um outro corpo mais sutil, também conhecido por alma ou espírito, este corpo etéreo chamamos de psicossoma. É com o psicossoma que nos manifestamos ao passar pela morte biológica, numa realidade imaterial sutil e etérea.
            Dependendo da reação do leitor ao saber da realidade multidimensional, já pode mostrar o senso Universalista que ele próprio tem. A postura ideal seria não acreditar em nada, nem mesmo nas palavras deste artigo e sim fazer a experiência pessoal,  este é um dos princípios básicos da ciência Conscienciologia.
             O IIPC Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia oferece cursos e propõe técnicas para os interessados em obter a experiência fora do corpo e comprovar de forma totalmente segura a realidade multidimensional.
            Cabe aqui a seguinte pergunta: Como esta o seu senso Universalista? Tem abertismo para estas idéias?
            
*William Nascimento é técnico em enfermagem, pesquisador, voluntario e docente do IIPC - Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, uma instituição de Educação e Pesquisa Científica, pacifista, laica, universalista, sem fins de lucro, não doutrinária, independente, que se destaca pela excelência em cursos e publicações técnico-científicas sobre as ciências Projeciologia e Conscienciologia, telefone para contato: 041-3233-5736 maiores informações no site: www.iipc.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário